• Isoflex
  • Gestão
  • 6 produtos indispensáveis para a gestão visual de uma empresa.

6 produtos indispensáveis para a gestão visual de uma empresa.

Gestão visual é uma metodologia que visa melhorar os processos de trabalho de maneira que cada etapa se torne mais objetiva e livre de imprevistos. Para tanto, é possível fazer esse exercício em toda a sua rotina corporativa com produtos que fazem toda a diferença para esse aprimoramento. E, como você chegou até aqui, deve estar querendo saber quais são esses métodos e produtos, certo?

Então, siga com a leitura deste post e descubra conosco quais são os 6 produtos indispensáveis para a gestão visual (ou gestão à vista) de uma empresa!

 

O conceito de gestão visual

Na busca por processos ágeis, objetivos e com riscos reduzidos, muitos empreendedores quebram a cabeça experimentando métodos, tecnologias e ferramentas. Tudo para tornar o fluxo de trabalho efetivo e, possivelmente, com menos custos associados à elevada produtividade.

E é aí que entra a gestão visual. Afinal, ela se apoia no método lean produtivo, que é o processo de tornar o trabalho mais enxuto e eficiente. Com ela, é fácil analisar estrategicamente todo o fluxo da sua empresa.

Bom exemplo disso é a utilização de um quadro de planejamento — como o quadro canvas (embora existam outros tipos de quadros de gestão visual) — que permite a visualização completa do que está sendo feito, e de maneira simples.

Dessa maneira, inclusive, todos têm acesso fácil ao andamento do trabalho. O que reduz gargalos produtivos e melhora a comunicação de todos os envolvidos.

 

Quais são os benefícios em implementar a gestão visual na empresa?

Acima, já deu para ter uma boa perspectiva de quais são os benefícios da gestão visual, não é mesmo? Mesmo assim, dá para ir além e explorá-los de maneira aprofundada. Entre as grandes vantagens de investir na gestão visual da empresa, podemos destacar as seguintes:

  • redução de falhar comunicativas entre setores ou mesmo dentro da própria equipe;
  • motivação no trabalho colaborativo, já que todos vão entender o processo geral de funcionamento da empresa;
  • fácil identificação de problemas ou anomalias na execução do trabalho;
  • facilidade para priorizar tarefas e elencar o fluxo de maneira organizada e mais eficiente;
  • mais planejamento e controle de processos;
  • tomada de decisão mais ágil e alinhada aos objetivos projetados;
  • acessibilidade para o uso da gestão visual, já que é um recurso fácil, econômico e de uso intuitivo.

Para tanto, vamos destacar, em seguida, as principais ferramentas de programação e controle da produção para que a gestão visual se torne um verdadeiro auxiliar da sua produtividade e lucratividade!

 

Os 6 produtos usados na gestão visual

1. Kanban

O termo remete ao significado em japonês — etiqueta, placa ou registro visível — para sinalizar em cores as etapas de produção do trabalho. É a gestão visual aplicada em sua máxima prerrogativa.

Nesse tipo de controle, todos conseguem observar o fluxo e analisar esse controle para tornar o processo mais eficiente, menos custoso e com uma redução gradual de desperdícios.

2. Planejamento Semanal

Dedicar alguns minutos do dia para planejar o trabalho da semana seguinte pode ser um diferencial e tanto. Para isso, um quadro de planejamento tem grande utilidade, permitindo que todos vejam quais serão as atividades de cada dia e, também, o escopo de maneira ampla. Isso pode aumentar a motivação, a produtividade e o engajamento dos seus colaboradores.

Mas não se limite a esse modelo, apenas, tá? Existem outros produtos similares, como o quadro de produção diária, que pode também agregar valor de acordo com as suas necessidades e objetivos.

3. Quadro de solução de problemas

A gestão visual também pode ser uma excelente ferramenta para apresentar os problemas e riscos do dia a dia. Quando apontados em um quadro, os problemas não são mais tão imprevistos assim, o que torna o processo de soluções e desvios deles ainda mais ágil e efetivo.

4. Quadro de controle de ordem de serviços

Maneira simples e eficaz para avaliar tudo o que está acontecendo na empresa. Por meio do mapeamento de todo o fluxo, basta contar com responsáveis que vão atualizar o quadro a partir da conclusão de cada etapa.

5. Programa 5S

Recursos de gestão visual são aplicados no modelo 5S, que tem a ver com cinco palavras em japonês e que visam o aprimoramento geral de toda a organização. Veja quais são:

  • seiri, que significa senso de utilização;
  • seiton, que significa senso de organização;
  • seiso, que significa senso de limpeza;
  • seiketsu, que significa senso de padronização;
  • shitsuke, que significa senso de disciplina.

É um meio para organizar, limpar e tornar enxuto o trabalho, mas sem perder em eficiência.

6. Quadros de gestão visual

Você pode fazer uso de um quadro de gestão visual personalizado. Ou seja: que compreenda as informações necessárias para o desenvolvimento do seu trabalho.

O ideal, aqui, é fornecer informações que sejam consistentes com os seus objetivos e necessidades. Além disso, o processo de organização tem que ser simples de entender, sem gerar interpretações dúbias. 

É importante que isso seja trabalhado de maneira personalizada. Ou seja: crie o seu modelo favorito de gestão visual — ainda que seja inspirado em um dos produtos citados ao longo do artigo.

Inclusive, você pode ter um meio eficiente para dar o primeiro passo na realização desse tipo de projeto na sua empresa. Dê uma olhadinha em nossa loja virtual e fique por dentro de todas as nossas soluções de quadros de gestão visual! Com os nossos produtos, você vai agregar controle e qualidade ao fluxo produtivo de maneira imediata!